domingo, 1 de abril de 2018

IV Encontro da Rede (Pós) Construcionista



Mini Currículo dos/as Convidados/as:

Vívian Matias dos Santos é doutora em Sociologia pela Universidade Federal do Ceará, atua na Universidade Federal de Pernambuco onde é docente e coordenadora do Núcleo de Estudos e Pesquisas sobre Gênero, Ciências e Cultura HYPATIA. Tem experiência em pesquisa com ênfase nos estudos de Gênero e Feministas, atuando principalmente nos seguintes temas: crítica feminista às ciências e epistemologias feministas.
Pedro Paulo Gomes Pereira é Doutor pela Universidade de Brasília (2001) e Livre Docente pela Universidade Federal de São Paulo (2013). Professor Associado da Universidade Federal de São Paulo, onde integra o corpo docente do Programa de Pós-Graduação em Saúde Coletiva. Bolsista da Fundación Carolina para realizar pesquisa na Espanha, Universidad Rovira y Virgili. É membro de comissões editoriais em publicações periódicas, inclusive Editor na Revista Interface. É responsável por auxílios à pesquisa ativos na FAPESP. Áreas de atuação: Corpo, saúde, doença, aids, antropologia da biomedicina e tecnologias.
Dirce Koga é Doutora em Serviço Social pela PUCSP (2001). Atualmente, é pesquisadora e professora do Programa de Estudos Pós Graduados em Serviço Social da PUCSP. Faz parte do corpo de pesquisadores do Centro de Estudos das Desigualdades Socioterritoriais - CEDEST (PUCSP/INPE). Desenvolve trabalho de assessoria, consultoria e supervisão técnica junto a equipes técnicas de Prefeituras, Governos Estaduais e Governo Federal, bem como Organizações Não Governamentais e Empresas nas áreas de Vigilância Socioassistencial, Pesquisa Socioeconômica, Diagnóstico Socioterritorial, Planejamento, Monitoramento e Avaliação Social. Tem experiência na área de Serviço Social, com ênfase em Serviço Social Aplicado, atuando principalmente nos seguintes temas: inclusão social, exclusão social, políticas públicas, território e desigualdade social.
Peter Spink é doutor em Psicologia Organizacional pela Birkbeck College London (1976). Docente aposentado da Fundação Getúlio Vargas e membro fundador de seu Centro de Estudos em Administração Publica e Governo (CEAPG). Neste Centro, ajudou a criar o Programa Gestão Pública e Cidadania voltado à identificação e disseminação de iniciativas exitosas de governos subnacionais brasileiros que inovam na prestação de serviços públicos de maneira que gera impacto positivo na construção da cidadania. Suas investigações correntes focalizam questões de vulnerabilidade tanto em escala inter-jurisdicional (ameaças e riscos em relação a saúde, eventos climáticos etc.) como também intra-jurisdicional (as micro vulnerabilidades do cotidiano provocado pelo adensamento populacional e as dificuldades de coordenação territorial. Publica nas áreas de administração e ação pública, inovação local, análise critica das linguagens públicas, cidadania e processos sociais.

terça-feira, 13 de dezembro de 2016

25° Encontro de iniciação cientifica da PUC/SP: PREMIAÇÕES

Reiterando a importância dos laços profícuos entre pós-graduação e graduação, no 25° encontro de iniciação científica da PUC/SP, temos o prazer de parabenizar nossos pesquisadores que receberam premiações de melhores trabalhos:

- Melhores trabalhos:

*Área: CIÊNCIAS HUMANAS PSICOLOGIA
Título: A RESPONSABILIDADE DO ESTADO NA PERSPECTIVA DA LEGISLAÇÃO DA DEFESA CIVIL E DE LIDERANÇAS COMUNITÁRIAS
Orientadora: MARY JANE PARIS SPINK
Aluno Premiado: HENRIQUE MOTA MANESCO PIBIC- CNPq

*Área: CIÊNCIAS DA SAÚDE FISIOTERAPIA E TERAPIA OCUPACIONAL
Título: SENSIBILIZAR PROFESSORES QUANTO AS QUESTÕES DE VOZ, CORPO E PSIQUISMO NA PERSPECTIVA DA FISIOTERAPIA
Orientadora: JULIANA SCHULZE BURTI (Pesquisadora do núcleo e professora PUC/SP)
Aluna Premiada: ALESSANDRA RODRIGUES DE SOUZA PIBIC – CEPE

- Menção Honrosa:

*Área: CIÊNCIAS HUMANAS PSICOLOGIA
Título: VIVER EM ÁREA DE RISCO UM ESTUDO SOBRE GESTÃO DE RISCOS AMBIENTAIS NA ÓTICA DA MÍDIA
Orientadora: MARY JANE PARIS SPINK
Aluna Premiada: HELENA DE SOUZA OLIVEIRA GONÇALVES PIBIC- CNPq

Uma ponte nos separa: reflexões sobre as possibilidades dialógicas em contexto de militância

Desde 2013, Mary Jane Spink, financiada pelo CNPQ e em parceria com a FGV/SP tem pesquisado as moradias em áreas de risco em dois distritos do município de SP pertencentes à subprefeitura de M’Boi Mirim - que segundo dados do Mapa da Exclusão/Inclusão Social do Município de SP, o Jardim Ângela ocupa o quarto lugar entre os distritos com maior exclusão na capital. Inserida nas encruzilhada entre legislações, programas de governo e movimentos sociais, voltados ao desenvolvimento urbano, à proteção de mananciais e à precariedade de moradias, muitas das quais localizadas em loteamentos irregulares e favelas. 
Para conhecer mais do trabalho desenvolvido disponibilizamos o documento técnico com informações do local e da pesquisa:
http://bibliotecadigital.fgv.br/dspace/bitstream/handle/10438/17141/08_Uma%20ponte%20nos%20Separa.pdf?sequence=1